© 2016 by debora barbieri
 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Pinterest Icon

História de azar ou de sorte?

May 27, 2015

 O Guardião da bola é uma daquelas histórias apaixonantes, para ler em um só fôlego. Logo no começo, é lançada uma frase bem instigante: Não sei se essa história é de azar ou de sorte. E a gente não sossega enquanto não chega ao final. História cheia de ação, mas que sob o ponto de vista e traço da autora, Lúcia Hiratsuka, torna-se leve e delicada.

[ Curiosidade deliciosa: a história é baseada em fatos reais e aconteceu com o pai da autora :) ]

 

A autora ilustrou no verso do papel duplex, o leve tom de areia e a textura delicada do papel, ajudaram a "aquecer" a história, criando um clima intimista. Para acompanhar esse cenário, optei por uma tipografia serifada porém contemporânea. Ou seja, um tipo menos rebuscado conferiria o arejamento necessário e garantiria o conforto de leitura nas páginas com mais texto. Houve um cuidado grande na escolha da variação do tipo, precisou ser algo que não sumisse, mas ao mesmo tempo não se sobrepusesse em relação às ilustrações.

 

 

 

O tipo foi aumentado em algumas frases para valorizar os momentos de tensão do texto. Isso também ajuda o jovem leitor a dar a entonação correta na hora da leitura.

 

 

Para deixar o livro "mais aconchegante" e transmitir a afetividade que a história pede, precisava de uma segunda tipografia menos dura. Também algo que tivesse estilo próximo ao traço da autora para promover uma maior interação entre palavra e imagem. Acabei optando por um tipo manuscrito e com traço semelhante ao crayon, que, junto com o guache, foram os materiais utilizados nas ilustrações.

 

 

 

No clímax da história, além do aumento da tipografia, também foi feita uma mistura das duas, tamanha tensão do momento!

 

 

Capa

 

A princípio, a autora havia feito uma ilustração específica para a capa, com o menino olhando embaixo da cama.

 

 

Depois fizemos um teste com uma cena de miolo que achamos que tinha mais força.

 

 

E, por acaso, a autora acabou me pedindo para fazer um teste com a cena do menino andando de bicicleta no meio dos capins e foi a que gostei mais. A imagem era mais limpa e tinha movimento: tudo a ver com o miolo. O lettering também encaixou como uma luva. Autora e editora também ficaram satisfeitas, então decidimos a capa que seria publicada!

 

 

 

Mais informações sobre a obra você encontra no site da Editora Moderna. É só clicar aqui!

Please reload

DESTAQUES

História de azar ou de sorte?

May 27, 2015

1/3
Please reload

POSTS RECENTES

October 27, 2014

October 1, 2014

Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Pinterest Icon